Principais indicadores Cias Aéreas (azul4 e goll4)

Como sabemos cada setor tem suas peculiaridades e principais números a serem analisados. Devemos entender melhor esses números especialmente agora que estamos passando pela crise do Covid-19 e as companhias aéreas, em especial Gol e Azul, são algumas das empresas mais afetadas por tudo isso. 

Antes de começar a falar um pouco sobre a diferença que o Covid fez em AZUL4 e GOLL4, vamos entender um pouco sobre como os resultados podem ser medidos no setor:
Primeiro estruturalmente falando, cias aéreas são empresas muito alavancadas. 
E o que isso quer dizer?

Geralmente elas possuem Patrimônio Líquido negativo, pois possuem enormes dívidas de longo prazo, visto que um avião é um alto investimento que na maioria das vezes é financiado em um período grande de tempo. Inflando assim os passivos dessas empresa, que passam a ter PL negativo e isso não ser considerado um problema nesse setor. 

Se as empresas aéreas não tem PL, não podemos olhar para ROE por exemplo para saber como a empresa vem remunerando o que é dela. Mas podemos olhar para dois indicadores bem importantes, um que nos diz se a empresa trabalha bem operacionalmente falando, e, outra se ela tem fôlego para passar por essa crise toda. 

Para entender se a empresa tem fôlego, ou pelo menos um espaço para respirar durante a crise, podemos olhar a liquidez corrente dela. Se pensarmos uma empresa de outro setor, idealmente buscamos uma liquidez corrente maior que 1, porém nas cias aéreas, por serem empresas bem alavancadas, aceitamos um número menor. Logo, a empresa que tiver a liquidez corrente maior tem melhores chances de se manter funcionando, pois tem menos dívida de curto prazo na proporção. 

Outro indicador super importante é o ROA, que seria “Return on Assets” (retorno sobre o ativo), e um detalhe muito importante nas aéreas, é que elas geralmente reportam um lucro pequeno ou até mesmo prejuízo mesmo sendo muito boas operacionalmente falando, e o motivo disso é a depreciação, que é gigante nesse setor. Porém, se pegarmos por exemplo o “EBDA” – earnings before depreciation and amortization (ganho antes de depreciação e amortização) podemos saber melhor como a empresa gera resultado efetivamente. 
Então quando formos calcular o ROA, devemos utilizar o EBDA ao invés do lucro da empresa para estimarmos o retorno sobre o ativo da empresa, pois assim estaremos entendendo melhor como a empresa funciona operacionalmente falando. 

Esses dois indicadores são os principais na minha opinião quando falamos de companhias aéreas e que também são utilizados em outros setores. Porém esse setor tem outros dois indicadores muito importantes para sabermos se a empresa vem crescendo em termos de ofertas de viagens e também em termos de vendas de assentos.
 
Vamos começar com o indicador de oferta de assentos, ou seja, que nos ajuda a medir se a empresa vem ganhando espaço comercial ao longo do tempo. O indicador para isso seria o “ASK” (available seat.km) que se calcula pela multiplicação de quilômetros voados pelo total de assentos oferecidos. Isso nos dá o total de capacidade de “produção” de uma cia. aérea, e se esse números está crescendo, quer dizer que a empresa vem aumentando o números de viagens e de aviões.
E o outro número muito importante seria o “RPK” (Revenue pax.km) que é calculado pela multiplicação do número total de passageiros pagantes pelo total de de kms voados. Nesse caso sabemos quantos assentos de toda a capacidade deles foi realmente vendido.
Fazendo a divisão do RPK pelo ASK, obtemos a taxa de ocupação de uma cia. aérea, que é um número muito importante a ser analisado para sabermos se o crescimento da empresa vem sendo eficiente. Não adianta crescer apenas o ASK se o RPK não crescer junto. 

E para finalizar, gostaria de destacar o impacto do COVID nas duas principais cias. aéreas que tiveram redução aproximada de 90% no ASK de 2019 para 2020 nos meses de março e abril. Ou seja, diminuíram em praticamente 90% a oferta de vôos de um ano para outro. E isso para uma empresa alavancada é muito caro, pois os custos de juros e fixos dessas empresas são altíssimos.
Por isso investidor, se você estiver pensando em aplicar em uma dessas empresas, é muito importante entender os principais números da empresa em questão, para tomar uma decisão mais pensada e certeira.
Somente fazendo a análise correta, saberemos a hora de comprar ou vender GOLL4 e AZUL4. E agora que você já conhece os principais indicadores. Você pode decidir melhor que empresa comprar! 

Paulo Roberto Dachery Filho, CFP®

NEWSLETTER TULPEN
Escreva-se aqui e não perca nenhuma novidade!
Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades.
Lembre-se de confirmar abrindo o link!

Esses dados serão utilizados para entrarmos em contato com você e disponibilizarmos mais conteúdos e ofertas. Caso você não queira mais receber os nosso emails, cada email que você receber, incluirá ao final, um link que poderá ser usado para remover o seu email da nossa lista de distribuição.

Para mais informações, acesse: https://klickpages.com.br/politica-de-privacidade/

Feito com