BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE 
A ANTIFRAGILIDADE

A busca por retorno financeiro no Mercado financeiro advém inicialmente de uma tomada de decisão que, naturalmente, envolve uma avaliação do risco existente na escolha ao investir em algum ativo e da rentabilidade que esse mesmo ativo poderá gerar ao longo do período avaliado.

Uma vez inseridos num contexto de economia global, com riscos internos e externos, muitas vezes imprevisíveis, tal qual a pandemia que vivemos, demonstra a necessidade de uma assertiva gestão de risco.
Exemplo de imagem
Com as recentes mudanças no mercado de capitais brasileiro, alcançando patamares históricos de transações na Bolsa de Valores, se torna cada vez mais relevante a reflexão acerca da relação entre risco e retorno de ativos, bem como dos fatores que auxiliam o investidor na tomada de decisão em busca dessa assertividade.

Dessa forma, compreender o conceito definido por Taleb (2014) acerca da antifragilidade e buscar identificar determinados ativos que tenham as características antifrágeis ajudam o investidor na tomada de decisão e na busca de seus objetivos financeiros.

Em sua obra, Antifrágil - Coisas que se beneficiam com o Caos, Taleb (2014) enseja que a volatilidade, muitas vezes compreendida como risco, pode ser benéfica, demonstrando que há sistemas que se beneficiam com o risco, caos ou desordem, pois tornam-se mais fortes após um determinado período de estresse.

O Autor explica que a antifragilidade faz parte de uma tríade de classificação, composta por frágil, robusto e antifrágil, sendo definidas conforme a aplicação dos agentes estressores como a aleatoriedade, desordem e volatilidade.

Importante destacar que é mais fácil averiguar a fragilidade de um sistema do que prever a ocorrência de um evento capaz de prejudicá-lo. E isto ocorre pelo fato da fragilidade ser medida, enquanto a ocorrência de um evento danoso incerto não.
O sistema normalmente compreendido como frágil, é aquele sensível a perturbações, ou mais vulnerável e fácil de ser destruído, podendo definir-se como algo que não resiste a incerteza, a volatilidade, a desordem, a erros e demais agentes estressores que causam danos ou geram imprevisibilidades nos sistemas observados.

O Antifrágil, seria justamente o oposto aquele sistema fragilizado, apreciando a volatilidade, a incerteza, beneficiando-se, portanto, com a percepção de risco e aleatoriedade.

Destaca-se que o Antifrágil difere do resiliente, pois o sistema resiliente resiste ao stress permanecendo o mesmo, a desordem não o beneficia, como ocorre no antifrágil que a desordem o torna melhor.

Neste sentido, para Taleb, a antifragilidade acontece após o sistema resiliente, visto que esse não se altera no decorrer do tempo, enquanto o outro evolui.

Para estudiosos, o agente antifrágil ao considerar a incerteza precisa desenvolver um método através do qual o sistema se regenere continuamente através dos agentes estressores em invés de sofrer com eles.

Uma interessante analogia usada por Taleb, refere-se à área da aviação, visto que cada acidente aéreo torna o sistema como um todo mais seguro, pois através do aprendizado da infeliz ocorrência, elimina-se ou busca eliminar-se a probabilidade de sua reincidência.

No cenário econômico atual de grandes incertezas causadas pela pandemia, podemos perceber nitidamente setores mais e menos afetados, demonstrando suas resiliências e fraquezas, ante as necessárias medidas tomadas para enfrentarmos a pandemia.

Mas você como investidor, considera-se antifrágil? consegue observar sistemas e agentes antifrágeis? Possui ativos, na sua visão, antifrágeis?

Conte-nos!
Bagé, 26/05/2020, Luiz Fernando Benchimol Padilha.
NEWSLETTER TULPEN
Escreva-se aqui e não perca nenhuma novidade!
Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades.
Lembre-se de confirmar abrindo o link!

Esses dados serão utilizados para entrarmos em contato com você e disponibilizarmos mais conteúdos e ofertas. Caso você não queira mais receber os nosso emails, cada email que você receber, incluirá ao final, um link que poderá ser usado para remover o seu email da nossa lista de distribuição.

Para mais informações, acesse: https://klickpages.com.br/politica-de-privacidade/

Feito com